LETRAS

Some of Mine >> Music By << Amanda Reznor

Você pode conferir o meu "rascunho musical"
através do link abaixo (digo "rascunho" porque a gravação é bastante modesta!).


Enjoy It!

[Espero em breve conseguir gravar as melhores em estúdio]
_______________________________________________________________



SUMÁRIO

O que você encontrará nesta seção, por ordem alfabética:


Ø  A NOITE INTEIRA ® Amanda Reznor
Ø  ACREDITE OU NÃO ® Amanda Reznor
Ø  ALISTADO ® Amanda Reznor
Ø  ANA ® Amanda Reznor
Ø  CAPUT MUNDI ® Amanda Reznor
Ø  CHUVA DE VERÃO ® Amanda Reznor
Ø  CLAMOR ® Amanda Reznor
Ø  COME ON (LET’S GO AND DO IT!) ® Amanda Reznor
Ø  CURTA FESTA ® Amanda Reznor
Ø  D’ANJOS E CANTOS ® Amanda Reznor
Ø  DANI & ELA ® Amanda Reznor
Ø  DEUS QUE SE... (IMAGO DEI) ® Amanda Reznor
Ø  DOCE ILUSÃO ® Amanda Reznor
Ø  DONZELA EM APUROS ® Amanda Reznor
Ø  DREAMS HILL ® Amanda Reznor
Ø  EDENFICAÇÃO DO AMOR ® Amanda Reznor
Ø  ENQUANTO HÁ TEMPO ® Amanda Reznor
Ø  EXTREMO ORIENTE ® Amanda Reznor
Ø  FADADO ÀS FADAS ® Amanda Reznor
Ø  FASCÍNIO ® Amanda Reznor
Ø  FIM DOS TEMPOS ® Amanda Reznor
Ø  FUTURO DO PASSADO PRESENTE ® Amanda Reznor
Ø  GAROTO(A) NORMAL ® Amanda Reznor
Ø  HIPÓCRITAS ANÔNIMOS ® Amanda Reznor
Ø  ILUSIONISMO ® Amanda Reznor
Ø  IN THE GARDEN OF MY ARMS ® Amanda Reznor
Ø  INSENSIBILIDADE OU INÉPCIA? ® Amanda Reznor
Ø  JULIANE (QUE DIA!) ® Amanda Reznor
Ø  KISS ME (AGAIN) ® Amanda Reznor
Ø  LAY BESIDE ME ® Amanda Reznor
Ø  LEI DA VIDA ® Amanda Reznor
Ø  LIBERTAS QUAE SERA TAMEN ® Amanda Reznor
Ø  MAIS UM DIA ® Amanda Reznor
Ø  ME COMPRA, É FÁCIL! ® Amanda Reznor
Ø  ME PERDOA! ® Amanda Reznor
Ø  MEDO DE ESCURO ® Amanda Reznor
Ø  MORRER SORRINDO ® Amanda Reznor
Ø  MONSTERS OF CREATION ® Amanda Reznor
Ø  MUNDO NOVO ® Amanda Reznor
Ø  NÃO VOU MORRER HOJE ® Amanda Reznor
Ø  PAST FOR THIS PRESENT ® Amanda Reznor
Ø  PEQUENA SEREIA ® Amanda Reznor
Ø  POBRE MOLI ® Amanda Reznor
Ø  PRIMEIROS PASSOS ® Amanda Reznor
Ø  PRISÃO DE VENTO ® Amanda Reznor
Ø  QUATRO ESTAÇÕES ® Amanda Reznor
Ø  REALIDADE CRUA ® Amanda Reznor
Ø  RECONHEÇO VOCÊ ® Amanda Reznor
Ø  RELAÇÃO SÉRIA ® Amanda Reznor
Ø  ROLETA RUSSA ® Amanda Reznor
Ø  SIM OU NÃO? (TRÊS SEGUNDOS NO ALTAR) ® Amanda Reznor
Ø  SIN  ® Amanda Reznor
Ø  SONHO DE UMA NOITE DE VERÃO ® Amanda Reznor
Ø  TIME TO SMILE ® Amanda Reznor
Ø  TRANSVERSAL ® Amanda Reznor
Ø  TUDO PARA ACREDITAR ® Amanda Reznor
Ø  UNIVIVER ® Amanda Reznor
Ø  VAMPIRE SYNDROM ® Amanda Reznor
Ø  VENHA VER O MAR ® Amanda Reznor
Ø  VOCÊ NEM IMAGINA ® Amanda Reznor
Ø  VOCÊ PODIA ME AMAR ® Amanda Reznor
Ø  YOU CAN’T SAY “YES”, YOU CAN’T SAY “NO” ® Amanda Reznor
_______________________________________________________________

A NOITE INTEIRA®

Vou tentar...
Mas já passou das onze e meia,
A lua cheia já clareia
As mesas e o bar...

Vou tentar!
E se não der estarei lá,
No tal lugar,
Você já sabe bem como chegar

E não vá me dizer
Que não vai poder ir hoje

Pra ficar
A noite inteira!
Ouvindo vozes, lendo a sorte,
Se aquecendo na fogueira...

Vou ficar
A noite inteira!
Me sinto forte, esqueço a morte
Nas copadas de cerveja

Vou tentar...
Mas se você quiser ligar,
Pra combinar, pode chamar
Quem mais quiser entrar

Vou tentar!
Ou é melhor deixar pra lá,
Me desligar e te encontrar
Quando já estiver... 

Na piscina
Paraíso de meninas, semi-nuas,
Carne crua, a gente põe pra assar

Até dourar!
A noite inteira
Sexo debaixo da mesa,
Dentro do carro, atrás da cerca

Vai durar
A noite inteira
Não existe melhor sobremesa!
Whisky, strip, cama e mar...

Whisky, strip, cama e mar!

Agora preste atenção
Pra não ficar na contramão
E não vá embora...

Que eu vou ficar
A noite inteira
Eu vou estar lá
Enquanto durar
Enquanto transar
Até agüentar...

Enquanto respirar...

A noite inteira!
A noite inteira!
A noite inteira!
Sexo debaixo da mesa,
Dentro do carro, atrás da cerca,
Atrás da cerca, dentro do carro,
Debaixo da mesa,

Na beira do mar...

**********************************************************

ACREDITE OU NÃO®

Você pensa ter sido em vão
Mas eu digo que não
Minhas promessas, seus medos então
São fruto da imaginação

Minha resposta é:
Quanto falta pra entrar em sintonia?
Eu já te entendo
Pelo menos já sei das suas manias

Bom dia!
Eu vim até aqui só pra dizer
Que acho bom
estar em sua companhia

Se anima!
É bom ouvir sua voz
E me lembrar de que estou
Com você por mais um dia

Eu sinto o seu olhar
Como uma perfuração
Às vezes me dói tentar
Ouvir a sua pulsação, eu

Tenho medo, veja bem:
Ainda sou uma menina...
É muito cedo pra determinar
Qual é a nossa sina, então

Me avisa!
Estou ao seu dispor
Seja eu sei lá para o que for
Serei sempre sua amiga!

Se liga!
Não há por que mentir
Eu quero é vê-lo sorrir
Assim espero que eu consiga...

Me conta?
Todos os seus desejos
Que não passem de lampejos
Da sua mente reprimida

Me abraça!
E vê se não disfarça
Que me ama tanto quanto
Eu te amo, sem trapaça

Se deixar o véu cair
Verá que não foi ilusão
É só se permitir sentir
O toque da minha mão

Desculpa!
Mesmo não havendo culpa
Eu me redimo de meus atos
Pra arcar com suas multas

Me aviva!
Com todo o ardor que outrora
Já dominou bons momentos
De nossa vida...

Me conta?
Todos os seus desejos
Que não passem de lampejos
Da sua mente reprimida

Me abraça!
E vê se não disfarça
Que me ama tanto quanto
Eu te amo, sem trapaça

**********************************************************

ALISTADO®

Sabe, eu não me canso de lembrar
De como é bela, como me faz suspirar
Aquele seu adeus pairou no ar
E da janela eu vi você chorar...

Quem sabe, um dia,
Eu volte pra lhe abraçar
E se for tarde, querida,
Eu volto pra lhe abençoar!

Ah...

Sinto o gosto só de imaginar
o seu beijo, o seu doce ninar
Não tive tempo de aproveitar
a magia do seu olhar
Ainda cedo fui embora,
não sei se irei voltar

Fui para a guerra, querida!
Mas não deixe de sonhar...

Ir pra tão longe de você será triste,
mas preciso viver...

Sobreviver pra lhe rever!

E quanto aos sonhos e ao bebê...
Guarde-os bem com você!

Com você...

**********************************************************

ANA® - em parceria com Rebeca Castro (BeCute)


São sempre certos
os caminhos que escolhemos
Não há motivo
pra se preocupar
com convenções


Os caminhos mais "bonitos"
nem sempre são os mais corretos
E os costumes mais antigos
nem sempre devem ser "decreto"


E o medo de matar-lhe a nostalgia
não vai incomodar
'que a distância passa com o tempo


E mesmo dessa forma
eu posso te provar
que os mais distantes
ainda podem se encontrar


E assim
ao olhares
para o horizonte
irás ver
O mar de mãos dadas com o céu


Ana Legião Urbana
Legião Urbana
Ana Legião Urbana


Quinze anos
Tão rebelde e libertina
seus pais insistem
em mudar
sua conduta


A responsabilidade
é mais cobrada a cada dia
e os sonhos de menina
esquecidos na correria


Sua paixão pode
não se algo "normal"
mas amar alguém
como você
não é ilegal


Álcool de vez em quando
pra afogar as sua mágoas
e sem perder seu rum
segue em frente
e não se abala


e assim
ao olhares
para o seu passado
irás ver
Ela de mãos dadas com você!


Ana Legião Urbana
Legião Urbana
Ana Legião Urbana...



**********************************************************

CAPUT MUNDI*®

Eu vejo becos sujos, escondidos
onde se propagam, sem medo,
sussurros lívidos
Sinais de sangue encardido
nas paredes maculadas de
dez mil sonhos perdidos

E de dentro de uma janela
um anjo me aponta seu dedo limpo

Essa é, é a Capital do Mundo
Seu desejos podem ser
os mais imundos
Esse é, é o antro da escória
Crianças nuas se divertem em
falofórias...

Cinco meses em meu
estado extático intenso
Nessa rede estamos
atados em tentáculos imensos

Quero ouvir de novo
o som distante da sua voz

Aqui na, a Capital do Mundo
se revelam seus segredos
mais profundos
Me conta a, toda a sua história
darei um salve a você por victis gloria**

Banidos
do paraíso não seremos,
será que iremos?
Providos
do que Deus nos deu há tempos
luxúria em seus templos
de luz...

Essa é, é a Capital do Mundo
delírios de um ser que vive lá no fundo
esse é, é o recanto dos medos
Onde se aprende que vaidade
é morrer cedo

Onde se aprende a suspirar
já desde cedo!

Onde se aprende que amar
não é tão cedo...

*Caput Mundi = capital do mundo.
**victis gloria = glória aos vencidos (ou glória aos derrotados, conotação irônica).

**********************************************************

CHUVA DE VERÃO®

Desconecta os sonhos
de um todo
Alivia a tensão
que me mata

Me seduz e encanta
com suas mãos frias
Geladas

E caíram gotas, mais gotas
Pura água, jorra pesada
Sova a terra, me deixa molhada
de vida, de alma

Cai, cai, plin, plin, plin, plin, plón, pléin

Cai, cai, plin, plin, plin, plin, plón, pléin

Percorre meu corpo suado
Orvalha toda a estrada

Escorrega o mundo louco
Borrado de água

Confunde minha vista, me abala
Me surda, me deixa sem fala
E quanto a isso eu não faço nada

Nada!

Cai, cai, plin, plin, plin, plin, plón, pléin

Cai, cai, plin, plin, plin, plin, plón, pléin

Como se não soubesse de nada,
E mais nada

Ah, mente calma
A chuva
Me deixa
Assim...

**********************************************************

CLAMOR®

Ah, se eu pudesse dar no pé,
Se mudasse a minha fé,
Se esquecesse tudo até
Que eu iria com você...

Ah, se eu tivesse coração,
Lhe concedesse perdão,
Se me emudecesse, então
Tudo estaria em paz

Mas é tão diferente
do que planeja a gente
É assim tão de repente
Que fico descontente

E o tambo se vai
Diminuindo aos poucos
O ritmo embalado
Do peito fica rouco

E sobe à garganta
No choro que balança
A voz a entoar esta canção,
Que dissabor!

Volta pra mim meu amor...
Volta pra mim, meu amor!
Volta pra mim meu amor,
Traz de volta o seu sorriso
Que eu esqueço
A minha dor

Oh, por favor!

Volta pra mim meu amor...
Volta pra mim, meu amor!
Volta pra mim meu amor,
Que o verão do seu sorriso
Me envolve em calor
Sua visão é um paraíso
E alimenta meu fervor

Vem que o meu 
Desejo inteiro
É de servir
Sendo senhor!

**********************************************************

COME ON (LET’S GO AND DO IT)®

Come on
Come on, let´s go and do it
(do it, do it, do it…)

We have to, to get it fast
Come on, everybody
We must soon to do the next
Como on, everyone…

It’s almost another day
I can feel, you can feel it
Don’t need to be afraid
Everyone is taking care of one

Then you cry:
We’re gonna loose!
You’re just silly and young…
You say:
We’re so wrong!
You must just shut up and go on.

We’ve already made a deal
It’s a secret sentence
If you can’t hide this fear you feel
Go home, pray your religion again

Close your eyes
It’s the same
Let it go, trust your faith
Never do what they say
Never tell ’em your name

Then come on…

Come on
Come on, let´s go and do it
(do it, do it, do it…)

**********************************************************

CURTA FESTA®

Te chamo pra sentar aqui ao meu lado
Mas o quarto esfumaçado
não te deixa enxergar
Mais um drinque ardente
de um palmo e o
Meu corpo se esquenta
nesse frio de congelar

Já passou das dez, da meia-noite
Mas os peitos estufados
não se cansam de gritar
Está todo mundo agitado,
vômito pra todo o lado
E tempo livre pra gozar...

Não é um sonho
Nem pesadelo
É só mais uma noite inteira
Meu sangue ferve
E a cocaína
Afasta de nós a canseira

Meu santo é forte e me protege
Me afastando dos covardes,
da AIDS e das chacinas
E é tão bom que me enlouquece,
Me coloca n'outro mundo
atravessando minhas narinas...

E que se fodam
Esses caretas
Eu quero mais é aproveitar
Tenho quinze anos
E minha vida
Ainda é muito cedo pra parar

Eu te espero desnudo na sala
Você chega tropeçando,
será que vai agüentar?
Mas sua primeira vez foi linda
Pena que você não
se lembra de nada pra contar

Dá mais um gole
A vodka ainda dá pra matar
Só não vale ficar parado
Pára só quando você trincar
Seu corpo suado
Mas o tempo está tão gelado
Seus olhos vidrados
Mas você se anima só
pra me ouvir cantar!

Seu pai te liga no celular
Mas é claro que você ainda vai ficar
Seu pai tem grana, o filho-da-puta
Cinqüentão por dia pra você torrar

Ele pergunta "onde você 'tá?"
Mas é claro que você não vai contar!
Chega amanhã em casa, à tardinha
E sua mãe querida
nem sua falta vai notar...

**********************************************************

D’ANJOS E CANTOS®

Desde que eu conheci você
já me sinto mudada
Fico o tempo inteiro alucinando
e sonhando acordada

Meu mundo se transformou:
eu vejo que só melhorei
Depois de um beijo seu
provei de um céu,
e ainda nem sei

Se é possível ter você...
Anjo caído, meu diabo possuído,
único capaz de me fazer...
É, você sabe!

E antes que já seja tarde
eu acho melhor te dizer
o quanto...
O quanto eu amo você!

Como a flor que ainda cresce,
o ouro que não envelhece
em recantos perdidos

Seu amor me enaltece
dentro de um ser que enfebrece
em delírio infindos...

A verdade, a pura verdade
soberba verdade
Verdadeiramente única:
feitiço que me acometeu

E a saudade, a saudade inteira
a saudade louca
A saudade grandiosa foi
recíproca como se deu;

Eu conto horas,
parecem semanas...
Uma, duas,
três horas da manhã

E o sono não vem
Será que você está
pensando em mim também?

Nesse escuro, só e calada,
me sinto numa emboscada
Quero correr pela estrada, descalça
pra te achar, no meio do nada

Porque a vida me legou esse destino
E não é preciso esperar mil anos
de castigo
Pra conseguir adentrar esse azul

Tão fundo e limpo
do seu olhar divino
e poder compreender, amor:
Que eu amo você!

Como a flor que ainda cresce,
o ouro que não envelhece
em recantos perdidos

Seu amor me enaltece
dentro de um ser que enfebrece
em delírio infindos...

Sem você estarei perdida para sempre
Não poderei seguir em frente
se não me acompanhar, porque...
...Amor, eu amo você!

**********************************************************

DANI & ELA®

Olho, e através dos olhos vejo o Sol
e há mais luz do que um dia sonhei...
E é no meio do oceano um farol
a embalar-nos até onde eu não sei...

Sinto o universo
preenchendo o meu ser
O que era deserto
de repente é só você!

Daniela... Oh, Daniela!

Mil e uma milhas
tecendo o seu viver
E a recompensa que me envia –
ainda maior – é ser você minha filha...

... um laço eterno nos atém...

Dorme agora
no meu colo eu te descanso
e corro ao escutar seu pranto
que me implora, sem saber:

“Não vá embora!”

E eu retorno ao seu encanto
e lhe envolvo com meu manto
quente até o amanhecer...

Longe de si sinto o
meu peito emudecer;
a dor lateja intensa
enquanto não torno a lhe ver...

Daniela... Oh, Daniela!

Mas quente volto,
quente espero...
Envolta em seus braços
é que me quero...

... quente até o anoitecer...

**********************************************************

DEUS QUE SE...  (IMAGO DEI*)®

OBS.: Quero deixar bem claro que, na letra seguinte, NÃO ESTOU CRITICANDO A DEUS e nem a NENHUMA RELIGIÃO! Leia o comentário sobre a música ao final dela antes de tirar qualquer conclusão precipitada! 

É o homem criando deus,
O homem querendo ser deus,
O homem fingindo que deus
não existe;

É “deus” pra todo o lado,
Deus virando diabo...
Capeta transformado em deus!?!

É na igreja católica, romana,
apostólica, luterana, cristã, ortodoxa
É na igreja evangélica, muçulmana,
Crente, e em tantas outras
“Ólica-élica-ente”...

É tudo decadente
Não há gente decente
que se diga fanático...

Não há racionalidade
em toda a crueldade
propagada na fé descrente

É tanta gente doente
há os padres carentes
descontando nos inocentes

Homem é que nem bicho
às vezes é mesmo um lixo
só quer ter um confortável nicho

Pra fofocar à vontade
restringir a liberdade
dos poucos que ainda sentem!

É tudo decadente
Não há gente decente
que se diga lunático...

Pior que é tudo ignorante
Só dá pra suportar distante
Não dá pra conversar
Com essa gente irritante...

São velhas engorduradas,
feias e mal-tratadas,
alcoviteiras e dementes

Punindo as bem-amadas,
as belas e os ricaços
pela inveja dos diferentes...

É tudo decadente
não há gente decente
que se diga apático...

A consciência pesada
dizem que é o que mata
mas confessar alivia a gente
E apesar de obtuso,
de parecer confuso, é
bem fácil de ver a corrente:

Aos domingos e sempre
a reunião é “caliente”
Miscelânia de hipócritas!

Pior que há quem se ache importante
mas de Deus ele está tão distante...
Os de fé pura são humildes
(e menos falantes...)

Esse seu deus que se foda
Eu quero mais que ele morra
Você não é feliz, você mente!

Você propaga a desgraça,
é só mais uma trapaça
Enganando toda essa gente!

É tudo decadente
Não há gente decente que se diga...

Imago Dei, imago...
Imago Dei, imago...
Imago Dei, imago...

Bem, eis minha letra mais polêmica, por isso devo explicar tudo direitinho para não gerar confusão, certo? Não é, de forma alguma, uma crítica a Deus ou às religiões vigentes, e sim às pessoas que deturpam a imagem de Deus e da igreja, pessoas hipócritas que dizem estar fazendo o bem, que dizem ser de uma tal religião, pregam estar agindo conforme Suas leis, mas na verdade estão mentindo, se passando por bonzinho para aliviar a consciência ou puramente por enganação. Essas pessoas não vão à igreja bem intencionadas, ou mesmo utilizam a palavra de Deus para fazer coisas ruins. Alguns até transformam Deus numa outra coisa.

            A crítica, vejam bem, é a essas pessoas e a esse deus criado por elas, que não é Deus! Critico a forma como se comportam, por serem mesquinhas e se preocuparem mais em cuidar da vida alheia que da própria. Por fim é isso. Repito: não sou contra nenhuma forma de religião, nem mesmo das citadas,e não sou ateia.


*Imago Dei = À imagem e semelhança de Deus.


**********************************************************

DOCE ILUSÃO®

Doce ilusão
que corrompe a minha alma

Minha diversão
é soterrar a minha calma

Você é tentação
vai e volta em meus
pensamentos

Mas a sua intenção
faz de meus sonhos
descontentamento

Essa minha visão
que distorce a realidade
Faz a sua feição
ter caráter de idoneidade

Já não tenho razão
podre amor que nos cega por dentro
Destrói-me a emoção
que me desvia do meu próprio centro

Doce, doce, doce ilusão...
Doce, doce ilusão...


Desculpe se eu me enganei
mas agora entendi

que de nada sei
e que nada aprendi

Toda a minha vida
busquei algo em vão

Afoguei-me em um
mundo de imaginação

Já não sei se recomeço,
ou onde está o começo

E nem me resta a certeza
de isso ter um ensejo

Foi tão cara pra mim
a tal felicidade

Atingi-la soa quase como
insanidade

Doce, doce, doce ilusão...
Doce, doce ilusão...

**********************************************************

DONZELA EM APUROS®

Três e quinhentos
Ela pensou
Que era um bom negócio
Quando com ele deitou

Ela nem cogitou
A possibilidade
De um mal maior que estaria
Por trás dessa maldade

E mil semanas depois
Quando jazia na cama
O doutor lhe perguntou
Com sua voz em chamas:

Minha filha,
Cadê o teste de HIV?

Seu mundo desmoronou
Pra ela nada mais valia
Porque fora “abandonada”
Pelo seu próprio “senhor”

E ela sabia
Que em suas veias fluía
Algo novo que transformou
A sua mente doentia

Vadia!
Deu positivo o HIV?

**********************************************************

DREAMS HILL®

If you can’t let me go by my own
If you can’t help me, please?

The wind troubles over the lake
The streets are so empty
just like your face
The sun is hided by the darkness
My body lays under
the weight of sadness

Dreams nightmares become
Now I live my life alone…
alone…
alone…

A storm on the hill
my thoughts on a delirium
It’s turning the windmill
of an unchanging martyrdom

you’re…

holding me…

disturbing me…

waiting for…

looking for…

hurting me…

comforting me…

carrying me…

leaving me…

**********************************************************

EDENFICAÇÃO DO AMOR®

Abre, flor!
Que eu quero a rosa mais bela
para dar pro meu amor

Copo-de-leite,
cuide dela daí da janela
antes que ela se deite

Rosa branca se despeça
das suas pétalas irmãs violetas
Flor-de-lis, infesta esses canteiros
com suas setas

Que eu vou fazer direito,
amor-perfeito, eu te aceito!
Quem sabe um lindo girassol
venha iluminar o seu leito...?

Margaridas,
quero cinco pares de vocês
pra decorar minha querida

Narciso belo,
preciso aos milhares pra deixar
o quarto dela amarelo

Magnólia me conceda
o dom da glória 
dos seus brotos rosetas
Urtiga brava, desapareça
com sua folha que espeta

Sabe o que eu colheria,
plantaria por você?
Olha, eu me mataria
pra deixar você viver!

Qualquer semente que eu pegue,
que eu regue, é com prazer!

Pois em cada uma há um
sentimento oculto
que eu nutro
por você!

**********************************************************

ENQUANTO HÁ TEMPO®

Chove, molha, não chove faz sol
Senta e chora, dormir não faz mal
Deixa bater o vento

Enquanto há tempo

De contemplar a vida
As coisas esquecidas
Nunca é tarde pra recomeçar a sonhar

Enquanto há tempo

Não sinta raiva, esqueça a dor
O sofrimento é algo que passou

Quando saio você fica mal
Ver você assim não é legal
Segure forte a minha mão

Enquanto há tempo

De repetir que eu te amo
Mais uma vez
Eu já voltei, estou aqui e eu te amo

Enquanto há tempo

Do seu abraço e do seu calor
De um só momento ao meu favor

Já faz horas que estou no quintal
Olhe agora, sorrir não faz mal
Leia meus pensamentos

Enquanto há tempo

De matar a saudade
Retornar à realidade
Ainda há a chance de você me perdoar

Enquanto há tempo

Eu te prendo em mil abraços
Não sei do amanhã, mas no presente
Estou contente

Com seu amor

Dorme agora que estou ao seu lado
A distância ficou no passado
Diz que me adora

Enquanto há tempo...

**********************************************************

EXTREMO ORIENTE®

Noite cai,
o tempo vem e vai
Eu
continuo aqui
Sonhos vão
e vêm, meus pensamentos
vagueiam como
os ventos

Da tempestade
Que lava as almas
Sozinhas, distantes,
Sem fé e caladas
E na cidade
As luzes constantes
Que piscam, se apagam
No meio do nada...

Céu azul
reflete esse tormento
de desilusão
De norte a sul
os olhos ao relento
ficam na escuridão

Da saudade
que cresce e mata
a todos aqueles
de mente insensata
E a claridade
que aos poucos se abala
nos corações
em que o amor se instala!

Ah!...

Mas um dia chega
Quem sabe ele chega!
E eu terei a minha paz...

Paz...

Paz... paz e adeus!

**********************************************************

FADADO ÀS FADAS®

Seres de contos de fadas
eu não acreditava
Sereias, sacis e magia
fingi que não existia

Gnomo, duendes, bruxa,
curupira, vampiro
Era tudo mentira

Até que um dia, menina!

Vi você chegar...
e o meu mundo transformar!

Como, eu não sei,
mas você tira as mágoas
Dentro de mim, talvez
seja alguma mágica
ou algo assim, enfim,
eu não saberia dizer
mas de algum modo
eu agora estou aqui
com você, com você!

Você me estremece
com seu modo de falar
e até me aquece
seu raio de luz no olhar

Me turva, me deixa
à beira da loucura
seu licor tortura

Até matar, menina!

Vi você chegar...
E o meu mundo despencar!

Como, eu não sei, mas
você deixa marcas dentro de mim
Talvez seja alguma mágica
ou algo assim, enfim,
estou cansada pra dizer
mas agora o que importa é
estar aqui com você, com você...

Meu ser de contos de fadas...

**********************************************************

FASCÍNIO®

Você diz que não aceita as coisas
da forma como elas devem ser

Não exalta, tenha calma,
tudo vai se resolver
Seu destino está escondido
por detrás do amanhecer...

Não sei bem como sua mente funciona
E, na verdade, eu nem quero saber

Tudo indica: Meu desejo
é devagar te conhecer...

Tenho fascínio, tenho fascínio
Tenho fascínio por você!

Sem pensar direito nas conseqüências
sigo descrente por não poder ver

Mas resguardo um sentimento
ousado quanto ao teu ser

Há em mim a plena certeza
melhor caminho não pode haver

Em segredo eu desejo sozinha
um crime que o castigo faça valer

Não me negue esse único
pedido que vou lhe fazer
Me enlace, me entorpeça
até meu mundo eu esquecer

Tenho fascínio, tenho fascínio
Tenho fascínio por você!

**********************************************************

FIM DOS TEMPOS®

Sol,
que ilumina o mar sem fim
Só,
como algo dentro de mim

Céu,
entalhado em marfim
Véu,
que me encobre, sendo assim...

Um castigo imenso!
E canso de esperar
um sorriso intenso
que possa me curar

Agora... Ah...

Vem,
e desperta os meus sentidos
Vem,
e me mostra o paraíso

Antes que seja...

Tarde demais pra um abraço
Mar de deslumbre e cansaço

Agora...
Quem pode me salvar
da hora?...
Que não quer passar!

Sem
seu disfarce, seu abrigo
Sem,
minha vida sem vestígios...

**********************************************************

FUTURO DO PASSADO PRESENTE®

Não quero mais
me prender
Estou cansada de obedecer você
Com seus conformes e disformes

Sonhos em vão
Você me faz perder
Eu estou sempre
um passo atrás de você
que não dá chances pro progresso

Mas seguir em frente
[de olhos vendados]
é pior do que
aceitar a verdade
cujo destino já foi desvendado...

**********************************************************

GAROTO(A) NORMAL®

Tenho um sonho
Vou contá-lo pra você
Meus amigos já se foram
Não tenho nada a temer

Nitroglicerina, gelo seco,
Vinagre, aspirina e mando ver

Ou uma bereta, magnum,
metranca ou fuzil podem ser
Vou bolar um plano desses bem
insanos pra matar todos vocês

E pode ser o fim do mundo, a P.M.,
a C.I.A., que eu não vou ceder...

Eu vou livrar
a Terra dos porcos imundos
Vou matar, assassinar, vou trucidar
e é bem nisso que eu me fundo

Se você é um deles, não tem chance,
não vai dar pra se esconder
Não vão rir de mim quando o próprio
sangue deles escorrer

Não vão dizer que eu tenho medo

E nem que eu sou narigudo
Não vão gozar do meu cabelo
Ou me xingar porque eu estudo

A minha promessa
eu deixo pra missa das seis
Depois de um banho, bato um rango,
me arranjo e acabo tudo de uma vez

Nem aquela loirinha gostosinha
Que faz pose de burguês
Ou o playboy que finge de riquinho
viajando todo mês

Nenhum vai escapar da minha mira,
ali vem um, é um, dois...

(três!)

**********************************************************

HIPÓCRITAS ANÔNIMOS®

As coisas mudam
gente nasce, gente morre
Mesmo assim ninguém descobre
por que tantos passam fome
por que a vida só existe aqui?

Liliana me dizia
a humanidade não presta
Só há gente em crise,
todos mergulhados em hipocrisia...

Hipócritas anônimos
digam-me quem eles são!
O mundo sem eles mais valia,
acabem logo com a hipocrisia...

Entre os dias que oscilam
desafios são lançados
quebrando todos os sigilos,
ecoando em meus ouvidos
“Todos os que tentam falham”

Tatiane é muito linda
na rua é só o que se ouvia
Um dia foi apanhada,
de sua casa arrastada
e depois foi estuprada...

Hipócritas anônimos
digam-me quem eles são
O mundo sem eles mais valia,
acabem logo com a hipocrisia...

Ô, venha nessa também...
Não diga não a ninguém...

O mundo sem eles mais valia,
Acabem logo com a hipocrisia...!

**********************************************************

ILUSIONISMO®

Sonhos distantes
que me levam
da fútil realidade

Casas abandonadas
em meio a uma floresta
onde toda a magia que resta

É eliminada
pouco a pouco
Soterrada pelo tempo
que marcas deixou,
deixou.

Deixou e aprofundou...
Deixou
Deixou e aprofundou...

Já agora não vá esquecer
não deixe esmaecer
nosso contrato
Se já não se lembra
que posso fazer?

Há uma cópia
naquela poça
que você mesmo criou
Mas
se já não interessa
também não tenho pressa
Aguardo o quanto for preciso
pra você deixar, deixar

Deixar, e se aprofundar...
Deixar
Deixar, e se aprofundar...

Vidas destroçadas
dentro de uma esfera
Onde toda a pureza que resta

É eliminada
pouco a pouco
soterrada pela sua
mente impueril

Mesmo assim vou aguardar
apenas sua decisão
Tentarei acordar
pra saber sua reação

Que já não tenho mais tempo
as luzes já se apagaram
ao meu redor

Então deixa logo, deixa
Senão, eu vou deixar...
Você pra trás!

Deixar e me libertar,
deixar! Deixar e aproveitar...

**********************************************************

IN THE GARDEN OF MY ARMS®

There’s a bird sited on the source
of that mirror
There’s a heart too tired of being
smashed against the window
of the shame
And if now it exploded 
in a million of pieces
no one would care at all about it

When that source get dry,
when the heart stop crying,
when the mind drop in

When every little thing
become a little wing
and go away with the wind

Then beyond my eyes you’ll
can see a kind of world inside of me
and will fall in it…

To the empty of the universe
to the clearly of my suggest,

From
now to forever
and will be mine…

I am like that spider web that
paralyses you
I arrest and then I suck
All over you body and
‘till I haven’t absorbed
all of your brain

I will not stop,
I’ll have no pain!

Dream, my little baby
Go on your nightmares
I’ll always lie beside you
I’ll always be taking care

Sweet child, I’ve told you
The life is more than that
You must wake up, you need beware
To all the problems it will to send…

**********************************************************

INSENSIBILIDADE OU INÉPCIA®

Olhe dentro dos meus olhos cansados,
Sinta o cheiro do meu corpo suado...

O que vê?

Sinta o gosto do meu beijo gelado
E o tremor do meu abraço apertado...

E ainda vê?

E o que vê, se ainda vê?
Pode crer no que vê?

Veja o velho maltrapilho sentado,
A criança suja, em pé, ao seu lado...

O que fez?

Viu seu cão morrendo atropelado,
E o seu pai fugir do hospício pelado...

Que é que fez?

E o que fez, quando fez?
Por que fez? Se é que fez...

Nas embalagens do supermercado,
No couro dos bois sendo marcados...

O que lê?

Em um dicionário estampados
Há vocábulos bem explanados

Que não lê...

E o que lê, se ainda lê?
Pode crer no que lê?

Ícones em igreja pintados
Os políticos bem-retratados

Você crê?

Boataria que vira um ditado,
O seu filho lhe diz que é viado...

Dá pra crer?

No que crê, quando crê?
Por que crê? Se é que crê...

Ninguém vê, ninguém crê,
Ninguém lê, ninguém fez...?

Ou é só você?

**********************************************************

JULIANE (QUE DIA!)®

Que dia!
Mas esse dia passa
como uma sombra nua...

Que dia!
É bom e é de graça
como uma canção sua...

Passei horas só olhando o reflexo do
prisma espalhar cores divinas
E também vi você tombando na areia e
nadando sem biquíni na piscina

Comemos uva e bebemos vinho pela
noite inteira discutindo sobre a vida
E durante o sono nós falamos de cada
lembrança que já estava esquecida

Eu amo tanto você,
Juliane!

E não quero te perder,
Juliane!

Hoje eu,
eu já contei seis horas
ansiando os sonhos...

Hoje eu,
eu esperei aurora
com seu riso enfadonho...

Segurei sua mão e nós pintamos com
o nosso próprio sangue
uma tarde colorida

E depois te procurei, aflita, mas sorri
quando te achei chorando
por estar perdida

Meu mundo agora é seu,
Juliane!

E o seu desejo é o meu,
Juliane!


Eu amo tanto viver
Exaltante

Ao lado do teu ser
radiante!

**********************************************************

KISS ME (AGAIN)®

You say we’re not friends
That surprises me
You tell me you hate me
(I don’t know why)
you lie to me

But, then, a day comes
I can’t stand it anymore
My thoughts corrode my mind
and they’ll only stop if I cry:

Kiss me!
Stop trying to say “no!”
Kiss me!
It’s when wish becomes action…
Kiss me!
Don’t stand there looking at me!
Kiss me!
Just do it: come here and kiss me

The words pass me by
My face got a smile
My heart starts flying
I guess I am fallen…

Clear night, wonderful sky
So dark, so blue
The memory of you is just like a
disease infecting the room

This time I won’t wait
I will not play your game!
And I may go to hell
but I wanna taste you ‘till get insane!

Kiss me!
Stop trying to say “no!”
Kiss me!
It’s when wish becomes action…
Kiss me!
Don’t stand there looking at me!
Kiss me!
Just do it: come here and kiss me

Every day, every night,
Kiss me, baby, all the time
Every day, every night,
Kiss-me-up… All right!

Don’t leave me alone…
Baby don’t leave me, don’t leave me
Alone tonight…

**********************************************************

LAY BESIDE ME®

When you be at the dark
and there be no one to save you
Just close hardly your eyes
and wait for the sun

Imagine a place
full of colored things
Fairies dancing in the wind...

Scream with your life
Smile to the darkness
Then I’ll surely appear by your side...

Your hided fear can’t arise
Your soul is controlled by my mind
That feeling in which someday
You’ll die...

... is something apart
Forget all about it
and get
High! 

**********************************************************

LEI DA VIDA®

É todo dia
cada instante de agonia
É nessa vida,
nesse beco sem saída
Já procurei
em cada sorrido que encontrei
Mas não achei
algo que mude essa

Lei
Eu não quero morrer
mas morro um pouco
a cada hora do meu
longo viver e o que
me deixa quase louco é
não perceber que o que
me mata é viver...

Esqueça as suas falhas,
a noite está tão clara, a Lua bela,
de estrelas plena
Acenda a sua aura,
aquela parte escondida que você
usa quando quer

Apenas
sair dos seus problemas
ver com delicadeza
um jardim de poemas
e abandonar os fatos
a culpa dos seus atos
pra conseguir viver...

É todo dia,
É nessa vida,
Já procurei...
Mas não achei!

Lei
eu não quero morrer
mas morro um pouco
a cada hora do meu
longo viver e o que
me deixa quase louco é
não perceber que o que
me mata é viver...

**********************************************************

LIBERTAS QUAE SERA TAMEN*®

Se algum dia eu lhe dissesse
Que odeio o jeito como
você olha para mim

Se algum dia eu lhe partisse ao meio,
Meu peito me daria
um sossego, enfim?

Você finge que eu não existo
Mas impossível não ver
que eu sinto um misto

De prazer almiscarado com vergonha
por provar de um amor que fica
preso à minha fronha...

Pois todo dia
é em vão que eu tento abandonar
os sonhos nesses meus confins...

E todo dia
eu banco o grande tolo
imaginando você proferir um “sim”

Não sei, me parece esquisito,
estou dentro de um mito,
miserável e aflito!

Você é a deusa
que provoca esses gritos
sufocando o desespero
emudecido em meu espírito...

Vamos ver
quem vai se dar mal ao fim da
história, aposto que é você!

Mesmo que eu fique
assim, todo arrasado,
à beira de um internato,
é você quem vai perder!

Pois eu nem sou tão exigente
Mas faria qualquer coisa
Pra deixá-la mais contente

E eu nunca estaria ausente
Largaria até mesmo os compromissos
Mais urgentes...

Chega, eu me sinto numa prisão:
Me liberta!
Não agüento essa solidão, vai amor,
Me liberta!
Me liberta... Me liberta...

Eu queria lhe dar um banho quente,
Mergulhar seu corpo ardente
Até senti-lo dormente

Mostraria como eu sou diferente
E como sou bem mais decente
Que qualquer um dos presentes...

Chega, eu me sinto numa prisão...
Não agüento essa solidão, vai amor...
Me liberta!
Me liberta... Me liberta...

Me liberta...

*Libertas quae sera tamen = liberdade, ainda que tardia!

**********************************************************

ME COMPRA, É FÁCIL!®

Eu quero que você me fale
do seu valor...
Me diz qual é o seu preço?!
Um copo de cachaça vale?
De que teor?
Dois dedos ou um terço...

Da garrafa inteira?
Pr’um coma ou saideira?

Será que serve este maço?
São só cigarros...
em dez pares perfeitos
E se você quiser eu faço,
pro seu escarro,
um chá que “tira efeito”

Pra lhe deixar à vontade,
longe de toda a verdade
Vai matar a sua sede,
é melhor que fada verde!

Mas se você é mais caro,
Já sei o que lhe dar!
Vai achar que é loucura...
É só usar do seu faro
pra na hora aprovar
a farinha da mais pura!

É... é... tão bom, não é?
É... É... É, é, é, é, é, é, é, é, é...
Agora é heroína!

E se você quiser
bala, lança, banza ou LSD,
venha quando lhe aprouver, amigo
que a gente arruma pra você!

Já tá na mela, e agora,
será que lhe conquistei?
Por sua vida, sua alma,
o bastante eu paguei?...

É, é... tão fácil,
É... é, é... é, é, é, é, é, é, é, é, é...
É vício, é, é...

**********************************************************

ME PERDOA!®

Pó de ouro e gotas de prata
no vidro
Fio azul de teias de opala
subindo das valas

Sinto-me nua, sinto-me fraca
Meu riso
o dia cala, a chuva abafa
Sozinha na sala...

Por que eu preciso de você?
tenho medo de lhe perder...

Você se foi, eu fiquei sem fala
Sem nada!
Tento manter a vã esperança
de vê-lo voltar...

Eu minto pra mim mesma
pra não me detestar
Mas a saudade imensa
faz com que eu queira me matar...

Sozinha eu não tenho nada, meu bem!
Preciso de você...
Me sinto desamparada,
essa dor não cessa dentro do meu ser

Percorre o dia calada
Me deixa...
E as noites desacordadas
Me deixa morrer...

Pó de ouro é o sol na janela
e a prata
é da chuva, fria e bela
E o vento azul é de opala
turvando as valas...

**********************************************************

MORRER SORRINDO®

Sonhou com a donzela
em seu conforto
Seu corpo na janela
jazia morto

Gritam "quem pode ser tal
garota fria
que o fez se esquecer
de que viver valia?"

Ele estava sorrindo
quando viram seu corpo
E estava morto

Garrafa de Absinto
vazia ao lado
do seu estrado

Suplicou à sorte pelo seu destino,
mas não foi muito forte...

Descanse em paz querido
no inferno opaco
A vida de um cassino
não é pros fracos

Se acha que será bem
reconhecido
Ela não sabe nem que
está falecido

Ela estava sorrindo
quando lhe acharam morto,
e estava torto

Beijando com afinco
um seu amigo,
um inimigo

Desperdiçou seu ciclo de sete vidas
Que não foram vividas...

**********************************************************

MONSTERS OF CREATION®

Could I be wrong or could I be right?
Well, I’ll discover the truth at tonight

Rest in piece, little mine
No one care if I…
Haven’t you been out of a dream?

It’s so hard reality…
It can be hide in another side
and I’m scared, scared!

Someone there, please help me!
Against the
monsters of creation!

I’m running… They’ll catch me!
They are the
monsters of creation!

Then it get worst and worst to breath
Now I’ll never, ever rest in peace
I am guilt by my past, I know
I’ll go to hell to pay for my wrongs

I’d give all I have to save my soul
But I’m not even sorrow ‘bout
what I’ve done, so…

It’s haunting my body and
I can’t fight with the
monsters of creation!

They’re stronger and bigger
They’ll kill me, that
monsters of creation!

The devil starts
paralyzing me
Holding my hand
and saying
“I’ll set you free”
He gave me the hope
I’ve ever had
And now he’s taking me
To a place where I’ll get

Mad…! 

**********************************************************

NÃO VOU MORRER HOJE®

Um outro dia,
uma outra esfera dessa vida
Me levantei e já
me preparei pro tempo
que me sorria

E eu nunca mais, eu nunca mais,
Eu nunca...

... achei
que seria o meu último dia
Eu não aceitei o que você dizia...

É assim, se for assim,
tudo bem por mim...

Eu só lamento não ter tido
todo o tempo que precisei

Afinal eu queria ter ficado
mais com você
E aí eu lhe diria, eu diria,
diria:

Eu amo você
com todas as letras
Agora eu queria a sua companhia...

Já que nunca acerto
Reze-me um terço
Que estou num inferno
Nem sei se mereço...

Ficar privado de você,
tão deprimente!
Eu achei que era quente,
mas aqui está tão gelado!

Sonhei
que seria o meu último dia
e agora aceitei o que você dizia

Pra viver em paz com você
Pr’a gente não mais sofrer
Pro mundo em nosso amigo se
converter...

Agora entendo você,
entendo o que quer dizer
Não vou mais me levar pelo anoitecer

E morrer...

**********************************************************

PAST FOR THIS PRESENT®

Long time ago
you know we were
were just beginning

When the roads where starting
to flow
and the stars up above were
shine’n shining with me

And you were keeping your hair
well long
Your blond, blond hair
and the world used to seems true…

And I still love you…

Don’t go back
Don’t need me
I know you won’t…

Don’t leave me waiting
for some change of yours

I can’t go on without my dreams
(you’ve taken them all)
I’m sure you’re fine
with your new life
Don’t need me anymore

Even if I love you so…

**********************************************************

PEQUENA SEREIA®

Seu sonho era guardado
em bola de cristal
Mas desmanchou-se n’água
do mar, feito sal

Sua voz encanta e o
seu corpo é fatal
Nunca um humano haveria
de lhe fazer mal

Mas por dentro, em seu coração
uma faísca despertou
o que possuía de normal

Por um homem de apaixonou
e deu sua vida e sua honra
em nome do que chamou de amor

Nunca mais
um só som sua boca emitiria

Mutilada,
ao seu lar não mais retornaria
por haver
destruído o próprio ser

E se o seu amor
incorrespondido for...

seu sacrifício a matou...

**********************************************************

POBRE MOLI®

Mais um dia sai
Moli volta pra casa
É a mesma coisa que
sempre se passa

O marido jogado
no meio da sala
As crianças na cozinha,
a casa suja e sem graça

Uma vez chegou
e o que encontrou
No chão sangrando
o filho que amou

Então:
em desespero foi,
em desespero ficou
Em desespero, lá, rá, lá, rá, lá, lá...

Era sexta e
não havia carro
A rua deserta ria dela
com escárnio

Pegou uma bicicleta
e o filho nos braços
Pedalou o mais rápido
até o orelhão quebrado

Chorou, esperneou,
continuou a subida
e quando ao hospital chegou
seu filho estava sem vida...

Seu mundo desabou
agora o que faria?
Seu precioso tesouro
a abandonou na corrida

Então
em desespero foi,
em desespero ficou
Em desespero, lá, rá, lá, rá, lá, lá...

**********************************************************

PRIMEIROS PASSOS®

Num sonho lhe chamei
E era tão lindo
De manhã cedo me surpreendi
no espelho, sorrindo

E ouvia um canto
que meu pranto
com espanto encerrei

Pra encarar a realidade
e a dor, e o amor com que fez

Virar dois mundos em três luas
tudo de uma só vez
E criar marés, encher de revés
até que um dia, talvez...

Baixe a tempestade
e o sol apareça
Que venha o amor
e o passado que desapareça

Rompendo a bolsa d’água
que abriga a vida e o
teor de intrigas

Pra começar uma nova era
de noites e dias, sem brigas

Virar três luas em sementes nuas
germinando o mês
E criando raiz, numa esfera feliz
“floresce o jardim dos reis”...

Sentimentos profundos
me invadem;
Um futuro sem rumo
Coragem!
Pensamentos difusos
me invadem;
Pesadelos imundos
Coragem!

De um sonho acordei
E era tão lindo:
O seu formato, cheiro e tato
e dois lábios sorrindo

E ouvia um pranto que meu canto
com encanto espantei

Pra animar a realidade
e esquecer da nossa insensatez

Sentimentos profundos
invadem;
Um futuro e um rumo
se fazem;
Pensamentos difusos
desfazem;
Pesadelos imundos
Miragens... 

**********************************************************

PRISÃO DE VENTO®

Não tenho um alvo ao certo,
sei que quase sempre erro
meu maior inimigo
é quase sempre o amor

E se me desespero
é por saber que o que eu quero
é mais impossível
do que dominar a dor

Se acaso souber
de algum lugar qualquer
Um bom abrigo
Quatro paredes, teto e chão!

Só me diga onde é,
num inferno, até!
Mas sem o perigo
de se tornar outra prisão...

Será que você
já tentou dormir
sentindo que
que não é bem-vindo aqui

Será que ou seu pai
ou sua mãe te condenaram
somente por existir?

Não posse nem ouvir
alguém mais repetir
que estou falida,
que eu não tenho solução

Já cansei de sentir
o meu mundo ruir
e o peso
de se abraçar na traição

Pesar que não se acaba
Mão que me ata,
que me afaga,
que me mata

Razão que não se acha
Ironia nata
que me ataca
e desarma

Onde que se escondeu
parte do que é meu
minha verdade,
consciência e vontade?

Onde que se perdeu
parte justa de um eu
a liberdade,
e honra, e a vergonha

Quem sou eu?

**********************************************************

QUATRO/DOIS (DUAS) ESTAÇÕES®

No frio da madrugada desperto
O azul da noite é tão vazio e incerto

Onde está você, Marina?
Onde está você, Morgana?
Onde está todo o amor
Que me resta nesse deserto?

Meus sonhos me transportam
Num filme incolor
Imagens que confortam
E que trazem dor

Onde está você, Rebeca?
Onde está a Carolina?
Tudo aquilo que me resta...
Onde esse horror termina?

Viajei
Sete léguas desse mundo a fundo
Continente, oceano e ar...

Supliquei
aos demônios mais imundos
Conquistei o direito de respirar

Só pra sentir o sabor de estar
mais próximo de você
Sorver todo o seu amor e
lhe abraçar pela primeira vez

Tortura que se repete
A mente enlouquece
Ilusão pensar que 
o edredom me aquece...

Onde está a minha vida?
Pr'onde foi o meu desejo?
E essa tristeza infinda
quando terá um ensejo?

**********************************************************

REALIDADE CRUA®

Um dia qualquer de incertezas
e eu tento, de novo, ser feliz
O café já esfriou na mesa,
mas, fome, nada mais me diz

E quantas vezes você tem a chance
de escapar da vida por um triz?
Se é importante trabalhar, que seja
mas prefiro ler Machado de Assis!

Não consigo soletrar “beleza”,
nem posso sonhar em ser atriz
E nunca possuirei riquezas, 
mas ser ladrão eu nunca quis!

Quem me dera consertar meus erros
com apenas um pedaço de giz...
Redesenhar a minha vida inteira
ou me afogar dentro de um chafariz!

Esquece agora o meu pranto,
se não me canso, e não avanço
Pra quê me esforço tanto
se nunca alcanço, e nenhum santo
nesse meu canto me dá descanso...?

É preciso muito mais que firmeza
por um prato de arroz com feijão
E, se você pensar na sobremesa,
será, no máximo, um mamão!

Já cansei de todas essas rezas,
ir até a igreja ouvir sermão
A única coisa que me dá certeza
é a fé no calo destas mãos!

Fique atento à verdade:
Já não existe sinceridade
Não fique na ansiedade
por ver na nossa sociedade
algum sinal de humanidade...

Se tiver em mente o que deseja
é mais fácil correr atrás, então!
Só será preciso que esteja
alerta pra uma decepção...

Não basta apenas o suor que enseja
em suas vestes, com ar de sofridão
É só lembrar que aquilo que lateja
em suas veias é menos de um tostão

Não seja tolo, aquele que fraqueja
é massacrado, sem dó e sem razão
Pra conquistar o que você almeja
o seu melhor amigo dirá “não!”... 

**********************************************************

RECONHEÇO VOCÊ®

Prazer em te ver,
tão linda quanto antes!
Só falta saber
se ainda é excitante

Dançar com você
sob a luz da Lua
Ou reconhecer
sua imagem nua...

Só queria dizer
que sim, eu te amo!
Você é a luz do viver
pela qual eu esperei tanto

Se quiser me convencer,
se puder me converter
eu estarei em suas mãos
Sim, eu quero você,
mas tenho medo de crer
Me afasta da depressão

Sorri pra você,
a química surpreende!
Traga meu ser
pro seu inconsciente

Onde eu possa ficar
Ad infinitum*
E o tempo parar
Ad eternum* com você!

* Ad infinitum / ad eternum = pela infinidade / pela eternidade

**********************************************************

RELAÇÃO SÉRIA®

Não entendi o seu olhar
que deixou no ar, tão sério
Repreendi o meu pensar
no que envolve o seu mistério

Eu nunca sei quando parar porque
você nem me dá a chance de tentar
E quando você diz que a vida é chata e
não pensa que tantos outros
querem o seu lugar!

Cansei!
E você pode ficar com sua história
pra você, inteira
Errei,
ao acreditar no seu sorriso falso
e boas maneiras

Esse maldito encanto
me segue por onde eu vou
Beijando sapos, pisando em ratos,
são sempre outros...

Otários!
Quando é que vou achar alguém que
valha realmente à pena?
Em armários?
Baús, tesouros escondidos ou castelo,
num monte em Atenas?

Já esperei demais
pra mais uma decepção...
Será mesmo que pra se feliz
eu vou ter que virar sapatão?

É, pode ser engraçado
pra você, seu viado,
que sempre me explora!
Quer saber?
Vai dar o rabo, quem sabe é só um 
nabo que te falta agora...

Esse último refrão foi
cheio de palavrão...
Desculpa então,
pra você que não gosta,
Meia-nove é a resposta,
vai dar que é a solução!

Cansei!
E vocês podem se foder,
à vontade, pela noite inteira!
Errei,
mas quem não erra e tem fogo
na perereca à sua maneira...?

Cansei!
Vá se ferrar, se distrair, se divertir, 
pular na cachoeira!
Errei,
mas assumi, é isso aí, me redimi
de mais uma bobeira...

**********************************************************

ROLETA RUSSA®

Ele tinha um amigo, inseparável e solícito
Ele tinha seus pais, insuportáveis, esquisitos
Ele tinha idéias de um submisso explícito
Ele tinha seqüelas, vivia triste, aflito

E, eu...

Conheci esse garoto
Suportei o desconforto
de assistir sua decaída
(rumo mais curto pra saída)

E quando esse dia chegou
ele também me perguntou
se eu gostaria de ir além
daquele pôr-do-sol na janela...
Três amigos mais convidou
e um deles aceitou
compartilhar dessa mentira
Uma farsa divina!

E, eu...

Senti gosto de sangue no suor,
mordi os lábios, estanquei a dor
Estatelei-me ao me conformar
em assistir à disputa...
Quem primeiro o gatilho irá
terrível morte desencadear
qual dessas almas se destruirá...

... antes do tiro que escuta?

**********************************************************

SIM OU NÃO? (TRÊS SEGUNDOS NO ALTAR)®

Não sei
se é muito tarde pra dizer
o quanto eu te amo...
Ou se é cedo
demais pra dizê-lo!

Se nunca for feito,
tal qual do seu jeito,
já nem sei o que é pior

Se são os defeitos
seus que eu aceito,
ou se eu é que...

Não sei
se é você que é imaturo ainda
pra entender que

Esperei
tanto, mas tanto tempo!

Pra lhe dar um leito,
fiz tudo perfeito
Arrisquei o meu melhor!

Você foi eleito
no afã de meu peito
para ser o que eu...

Já sei
foi a extrema divindade,
a suprema majestade
quem m’o concedeu!

Pensei,
e no destino,
sem motivo, eu acreditei!

Um dia me ajeito
nas leis do direito
pra firmar o meu amor
do fundo do peito direi
“Sim, aceito”,
e ouvirei o seu...

Num dia perfeito
você com seu jeito
confirmará seu amor

Perante os eleitos
da fé, por direito,
me dará o seu...

**********************************************************

SIN®

Owners of pain, relieve your souls
Surrender to the flames that prevent your control
Come into the darkened veins of numbness
Feeling your naked desire from madness!

Don't close your eyes
Taste the liquor of ecstasy
sweetening your life

Abolish the blame
Let the fissures of pleasure
Turn your mind insane

Forget about faith
Delight the blood in your flesh
until hallucinate

Spring and Fall came sweet as heroin
Delusion from all your rejoice reflowing
Sip bitter despair when your lips touch the sweat
Put this poison in the altar of your devil's first met

"Dear my son! Have you received my sanctified called?
Overjoyeds in peace, I've gave you the arteries of my fist
Enjoy with me delirium increasing until the frenzy
I'll salivate along your trunk then I'll take it with my tongue"

Her skin is so flimsy, then ravish it delicately
tear it slowly using your nails and teeth, merely
your carcass perspires your internal boiling desire
profane her with fire and take her to joy's empire!

**********************************************************

SONHO DE UMA NOITE DE VERÃO®

Este quarto está errado...
Não vejo mais as suas meias,
o seu salto, seu retrato...
E nem sinto o cheiro do cigarro!

Eu só queria saber
pra onde você foi
Se ainda ontem você dizia
que os meus beijos bastavam!
Ah, ah, ah, ah…

Sua aparição, foi assim, foi em vão
Tão curta quanto o sonho
de uma noite de verão...
Desapareceu feito bolha de sabão!
Agora nem sei se foi só ilusão...

Eu só queria saber
pra onde você foi
Se não era mesmo você,
de quem eram os abraços?
Ah, ah, ah, ah…

Acho que estou delirando... Ah, ah, ah…
Acho que ouvi seus passos! Ah, ah, ah…
No meio da noite, suspirando... Ah, ah, ah…

De quem eram os abraços?
Ah, ah, ah, ah…

De quem eram os abraços?
Ah! 

**********************************************************

TIME TO SMILE®

It’s time to smile,
see this world
with another eyes!
I’m gonna wake up,
I will deserve
to all of your kind

I’m gonna show you
my love and
open my mind
to your delight
Throw my body
on your arms
and see what happens
if I whisper that I

Will love you forever,
I want to be your wife!
You’ll choose our own
weather when we get around

There is still too much that
we haven’t seen for this while
I’m not too sure but the only
thing I know is that I

Will not say goodbye…

Because we will still live
for a good time!

All you have to do
is to close your eyes
Shut up your mouth
and smile
when I whisper that I

Will love you forever!
I wanna be your wife…

**********************************************************

TRANSVERSAL®

Não tenho um sonho ao certo
Eu vivo a minha vida
Não sei o que é correto
Sinto-me sem saída
Eu não vou mais pra escola
Não sinto falta das reclamações
Ninguém mais me controla
E não aceito recomendações

Quando a noite cai
e fica tudo escuro
Moro sozinho,
mas assim estou seguro

Às vezes uso drogas,
essa é uma escolha minha!
Eu já trabalho fora,
é assim que se caminha
Já vaguei São Paulo inteira
sem destino
Eu já conheço a Terra,
o Inferno e o Paraíso!

Vou devagar,
no meu vagar que se clareia
Vou sem rogar,
sem reclamar da vida alheia

Sigo o instinto
que corre por minhas veias
Estou em paz
e vivo mais que quem me odeia...

**********************************************************

TUDO PARA ACREDITAR®

Veja se não se disfarça
no tempo que passa
em meio a trapaças, e traça

Planos e bons argumentos
do seu sofrimento,
e evite a desgraça!

Qual foi mesmo o dia…
Você recorda da primeira vez?
E quem mais podia ver o que você fez?
Qual foi mesmo o dia…
Em que me apaixonei?!
Lembra que eu, eu…

Fiz de tudo pra você acreditar em mim
Eu fiz de tudo pra você acreditar…

Em todos os nossos momentos,
os meus sentimentos,
nas curvas do vento, que eu tento
sempre soprar com doçura
pra te embalar pela boa ventura…

Quando foi que você…
Eu nunca duvidei!
Será que ao menos você poderia
me dizer onde eu não percebia,
onde foi que errei?
É tarde, mas eu, sim, eu…

Fiz de tudo pra você acreditar em mim!
Eu fiz de tudo pra você
se interessar por mim!
Eu tentei lhe amar e
lhe entender, assim
Eu fiz de tudo pra você
não dizer “não”, dizer “sim”…

Eu tentei… De tudo!
Pra você acreditar em mim
Eu fiz de tudo pra você
acreditar em mim
Eu fiz de tudo pra lhe amar,
eu fiz sim…

Sua eterna chama,
minha desejada paz
Diz ainda que me ama
se disso for capaz…

**********************************************************

UNIVIVER®

Abre-me o destino
exposto em suas mãos
Passe-me em um beijo
o licor do seu Coração

Me conceda a vida,
mesmo que na morte em vão
Sou uma discípula
da sua salvação…

Não preciso pedir a Deus
uma permissão para
reinar livremente…

Seremos Deuses, então
e o sangue alheio em nossas veias
a cada dia se renovará
e o canto das sereias
não mais impressionará…

Dois seres noturnos
que vagam a esmo
pela escuridão
de um caminho incerto

O dia não tememos,
mas a luz assusta,
pois faz imergir das sombras
a podridão robusta

Eis o que não vemos!
Por preferir assim,
vivemos em fantasia…

E os nossos dias
não terão mais fim
A vida... Se nos faz eterna!

E cada dia se renovará,
trancados na Cisterna
que ninguém encontrará...

**********************************************************

VAMPIRE SYNDROM®

Hello, sunshine
It’s now that I’m going
to tell you “goodnight”
Everything is getting
 dark and dark
I can’t see ‘cause I’ve
closed my eyes…

I think I’m dead, now
What can I do, now?
I feel I’ve lost all of
my friends…
I guess there is no paradise…

Goodbye, sunshine
It’s now I’m going
to wake up
Everything is getting
better to watch
And my eyes aren’t blurred
with your light…

I’m feeling liver, now
What should I do, now?
I have all the long night
straight ahead
I guess I’ve found my on paradise…

**********************************************************

VENHA VER O MAR®

Venha ver o mar
sentar aqui comigo
Me deixar afundar
nesse azul infinito

Sinta o calor de minhas mãos
e o forte abraço do luar
Na escuridão só o seu olhar
brilha na imensidão

Venha ver o mar
Contar os seus desejos
Venha me beijar 
e esquecer seus medos

É sonho ou ilusão
estar aqui contigo?
Vou me deixar levar
nas ondas do perigo...

Que sabor proverá 
Os lábios que desprenderão?
E quem nos guiará
nesse paraíso de verão?

Venha ver o mar...

Comigo...

Venha ver o mar!

**********************************************************

VOCÊ NEM IMAGINA®

Sonhe, minha querida,
durma, minha linda
Prezo por sua vida
A noite está tranqüila...

Você nem imagina!
Lá fora ouço passos,
pessoas sem sapatos
Crianças aturdidas,
sem rumo e sem comida

É esse nosso mundo infeliz
no qual se larga o que ninguém quis...

Vou te acordar bem cedo
Meu bem, não tenha medo
Sei dos seus pontos fracos
(varrer e lavar pratos)...

Você nem imagina...

Num dia vai pra escola,
No outro nem dá bola
Pensar no seu futuro
É como ver no escuro

A sua visão é tão diferente
Nunca vai saber o que é
um detergente
Na sua cabeça o que interessa
é ir ao shopping pra gastar tudo
sem pressa...

Quando ficar grande, ó, pequena
Quais será que serão
os seus novos dilemas?
Será que terá de se preocupar apenas
com os bilhões da sua herança,
sem problemas?

Você nem imagina...

**********************************************************

VOCÊ PODIA ME AMAR®

Eu estou aqui
pensando em quantas vezes
quase me perdi
entre quatro paredes
mil vezes senti
dor que sufoca e pesa
que me faz sumir
que à minha alma lesa

Tudo em vão...
Não poderia ser!
Ressentimentos
deveriam ceder
ao amor...

Você podia me amar
Você pode, podia, poderia
me amar...

Já me amou ou me amará?
Você podia me amar...

Mas quando a lua cheia
iluminar seu rosto tenso
Eu espero que esta chama
que queima e incendeia
se afogue em mim...

Se afogue em mim!

**********************************************************

YOU CAN’T SAY “YES”, YOU CAN’T SAY “NO”®

Are you leaving now?
Well if you can’t say “yes”,
You can’t say “no”…

Go, not looking behind
That brings bad luck, but
Don’t you already know?

Go away, too far from here
Yes I know what you’re waiting
For and what you’re living for and

Don’t look back to try to reach old love
‘cause you know that I’m
throwing it off, and not
going to be sorry for…

I ask you if you want it so
But you can’t say “yes”,
You can’t say “no”…

I don’t need the men
They just bring me trouble,
But you already know…

It may hurts inside
But it’s the way it goes,
I cannot deny it…

You still ask me for more
Should I say “yes”
Or should I say “no”

Don’t disturb me anytime else
That I’m too tired for hearing
you and for wait for you and

Don’t do anything that I said

‘cause you know
that I’m lying for you,
‘cause I still love you,

and, oh!
____________________________________________________________________

Todos os Direitos de Letra
reservados - parecer CCB/20864402d090702h175036_m1 2/7/09

4 comentários:

  1. Como surgiu a letra HIPÓCRITAS ANÔNIMOS?
    E quantos anos vc tinha quando escreveu?
    obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Oi querido(a)

    =)

    Obrigada pelo seu interesse!

    Olha, eu escrevi Hipócritas Anônimos quando eu tinha 11 anos (1999). Inicialmente, esse seria o nome de uma bandinha que estávamos formando na escola (HARPIA - "Hipócritas anônimos recentemente psicodélicos adrenalizados"). Bem vê como eu era criativa e brega, não? rsrs

    Na época, eu queria fazer algo mais crítico. Eu toco esta música no violão, mas ainda não fiz nenhuma gravação (aliás, preciso de tempo e dinheiro para gravar minhas músicas, até agora só realizei o registro).

    No final das contas, acabei chegando nesta letra e dei parte do nome da banda - Hipócritas Anônimos - para ela. Acabamos nem tocando, e a banda não continuou - pouco tempo depois eu me mudei para o Mato Grosso.

    Bem, qualquer dúvida ou interesse, sinta-se à vontade para me contatar!

    BjsS
    Amanda Reznor

    ResponderExcluir
  3. Obrigada por ter respondido.
    Me lembro muito bem do refrão, pois eu faria parte dessa banda rsrs.
    Depois de muito tempo, fico feliz que ainda tenha essa musica,e pode ter certeza q ela sempre ficara gravada em meus pensamentos
    Um grande beijo
    Renata!

    ResponderExcluir
  4. Reeeeeeeee!!! /o/

    Que bom que me encontrou!!!! ♥

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, crítica, dúvida ou elogio aqui! =)